Prefeitura de Salvador
PROGRAMAÇÃO
patrocinador
oficial
02 Feb17:22

Prefeitura mobilizada para fazer o maior Carnaval do Brasil

Para a realização do trabalho, são envolvidos 724 colaboradores do órgão nos dias do evento, sendo que 400 pessoas estão voltadas diretamente para a montagem de estruturas

O Carnaval de Salvador 2016 será aberto oficialmente nesta quarta-feira (3), às 18h, com a entrega das chaves ao Rei Momo na Praça Municipal. O pontapé inicial da maratona da folia, que este ano tem como tema “Vem curtir a rua”, foi dado no fim de semana, com o pré-Carnaval composto pelo Fuzuê no sábado (30) e Furdunço no domingo (31), ambos no estreante Circuito Orlando Tapajós, no trecho entre o Clube Espanhol ao Largo do Farol da Barra. Para garantir o conforto dos foliões durante esses dias, a Prefeitura montou uma verdadeira força-tarefa envolvendo mais de 10 mil colaboradores com atuação em diversas áreas, a exemplo do ordenamento de trânsito e transporte, iluminação, ordenamento de ambulantes, saúde e limpeza, dentre outros.

A Empresa Salvador Turismo (Saltur) é o órgão da Prefeitura que realiza a coordenação geral da festa. A atuação do órgão é voltada para a captação de recursos, contratação de artistas, planejamento e organização do evento, montagem das estruturas oficiais, programação artística dos bairros e palcos e gestão, controle e fiscalização do fluxo do desfile. Para a realização do trabalho, são envolvidos 724 colaboradores do órgão nos dias do evento, sendo que 400 pessoas estão voltadas diretamente para a montagem de estruturas.

TURISMO

A Secretaria de Cultura e Turismo (Secult) montou um esquema especial para recepção de visitantes e divulgação turística da cidade, incluindo distribuição do material informativo do Carnaval. São 32 recepcionistas e quatro equipes itinerantes, que estarão presentes no aeroporto, rodoviária, Terminal Marítimo, praias, Mercado Modelo, circuitos oficiais do Carnaval e Carnaval nos Bairros. Um posto de informações turísticas será instalado no Elevador Lacerda.

MOBILIDADE

A Secretaria de Mobilidade (Semob) preparou um esquema especial de ordenamento do transporte coletivo para o Carnaval. A iniciativa contará com a atuação de 870 prepostos em 40 viaturas, e todo o controle da operação será monitorado 24h em tempo real, a partir do Centro de Controle Operacional (CCO) localizado na sede da Semob, em Amaralina. Além disso, foram instaladas oito bases operacionais distribuídas nas adjacências dos circuitos e serão realizadas ações rotineiras de fiscalização em campo.

O Sistema de Transporte Coletivo por Ônibus (STCO) funcionará com cerca de 400 linhas e com frota total de 2.615 veículos, dividida em três faixas de horário, de acordo com a demanda apresentada. No período com menos usuários, das 5h às 13h, a frota das linhas atuará com 50% dos coletivos. Já no horário de maior pico, das 13h às 5h do dia seguinte, a Semob disponibilizou 70% da frota de cada linha para atender aos foliões. Destas linhas, 144 terão operação especial de funcionamento 24h para garantir a oferta de coletivos na madrugada. Cerca de 12 mil rodoviários atuarão durante todos os dias da festa.

Os micro-ônibus do Subsistema de Transporte Coletivo Complementar (STEC) atuarão com 71 linhas e 163 veículos durante 24 horas, com maior intensidade no período da madrugada. Esses coletivos atenderão aos trechos do Vale do Canela, Avenida Garibaldi e Praça Cairu, com roteiros para Paripe, Ceasa, São Cristóvão, Periperi, Cajazeiras, Itapuã e Brasilgás.

Além disso, a Semob vai colocar à disposição dos usuários 57 ônibus da frota reguladora nas Estações da Lapa, Pirajá, Mussurunga e Barroquinha. Fora os pontos de ônibus já existentes na cidade, haverá a criação de pontos especiais de embarque e desembarque durante o Carnaval nas Avenidas Anita Garibaldi, Centenário e Reitor Miguel Calmon (Vale do Canela).

Expresso Carnaval - Os foliões têm também como opção de transporte para o Carnaval o serviço Expresso Carnaval, que sai do Salvador Shopping, Salvador Norte Shopping e Arena Fonte Nova a cada 15 minutos. Com frota de 69 veículos, os shuttles serão tarifados em R$ 25, ida e volta, a partir dos shoppings, e R$ 10 para quem sai da Arena Fonte Nova. Nos centros comerciais, o valor pago pelo ônibus inclui o estacionamento do estabelecimento. Na arena, o estacionamento custa R$ 30. Qualquer cidadão pode acessar o serviço, e não apenas aqueles que deixarem seus carros estacionados nos pontos de acesso. O Expresso Carnaval possui cinco linhas e oito pontos de paradas. São elas:

• Arena Fonte Nova: paradas na Avenida Centenário (atrás do Vitória Center) e Avenida Garibaldi (Instituto de Geociências);

• Salvador Shopping – Ondina: parada em Ondina, no ISBA;

• Salvador Shopping-Barra: paradas na sede da Transalvador (Barris) e na Avenida Centenário (atrás do Vitória Center);

• Salvador Norte Shopping-Barra: paradas na sede da Transalvador (Barris) e na Avenida Centenário (atrás do Vitória Center);

• Salvador Norte Shopping-Garibaldi: parada na Av. Garibaldi (Instituto de Geociências). 

Táxis – Toda a frota de táxi de Salvador estará em operação no período do Carnaval. São 7.272 carros e todos estão autorizados a utilizar a Bandeira 2 a partir das 18h do dia 4 de fevereiro até às 12h do dia 10 de fevereiro. No circuito Barra-Ondina, os taxistas devem respeitar as faixas exclusivas para táxis, que serão segregadas com grades. Este modelo de serviço foi iniciado em 2015 e o resultado positivo proporcionou o aprimoramento para este ano. 

Um dos corredores fica na Avenida Oceânica, entre curva da Paciência e a Praça do Sol, com desvio para a Rua Senta a Pua. O outro está localizado na Avenida Centenário, entre o retorno compartilhado em frente ao Habib´s até o último retorno próximo à Rua Miguel Bournier. Todos os táxis que adentrarem essas vias deverão acessar as faixas exclusivas para embarque e desembarque de passageiros.

Os foliões que optarem por este meio de transporte podem acessar a tabela de referência de preço de corrida, com origem/destino, que possui a estimativa do valor cobrado pelo percurso de diversos pontos do Carnaval para outros bairros da cidade. A tabela pode ser adquirida em alguns dos postos de informação de trânsito e transporte para o Carnaval ou acessada no site mobilidadenocarnaval.salvador.ba.gov.br.

Além disso, a Semob criou 15 pontos especiais de táxi para embarque e desembarque durante os dias da Festa Momesca, com funcionamento 24 horas. São eles:

• Vale do Canela (viaduto Menininha do Gantois);

• Politeama de Cima (Colégio Ideia);

• Avenida Joana Angélica (Colégio Central);

• Praça Cairu (em frente ao Elevador Lacerda);

• Rua do Tijolo (ao lado viaduto da Sé);

• Avenida da França (próximo ao Galpão 7 da Codeba);

• Ladeira do Taboão (próximo à Praça do Pelourinho);

• Rua Gabriel Soares (perpendicular à Ladeira dos Aflitos);

• Terminal da Barroquinha (ao lado do posto policial);

• Avenida Centenário (retorno próximo à Rua Airosa Galvão);

• Estação da Lapa (parte interna);

• Porto da Barra (próximo ao Hotel Sol Barra);

• Rua Edgar da Mata (perpendicular à Avenida Ademar de Barros);

• Avenida Garibaldi (esquina com a Rua Agnelo de Brito);

• Ondina (próximo ao ISBA).

Elevador e Planos Inclinados – Os ascensores da capital baiana também estarão em pleno funcionamento no período do Carnaval. O Elevador Lacerda funcionará gratuitamente a partir da meia-noite do dia 3 de fevereiro até as 12h do dia 10 de fevereiro. O Plano Inclinado Liberdade-Calçada também será gratuito entre os dias 4 e 9 de fevereiro, das 6h às 23h. Já os Planos Inclinados Gonçalves e Pilar funcionarão  nos dias 4 e 5 de fevereiro, das 7h às 19h, e no dia 6 de fevereiro, das 7h às 13h, quando será fechado e reaberto no dia 10 de fevereiro, a partir das 12h.

TRÂNSITO

A Superintendência de Transporte de Salvador (Transalvador) também estará em atuação especial 24 horas durante todos os dias da festa. A estrutura conta com cerca de 880 profissionais, 58 viaturas entre carros, kombis e picapes, 15 motocicletas e 25 guinchos. Para sinalização nas vias, serão utilizados 250 canalizadores de tráfego e 1.500 cones.

Dentre as novidades está a utilização do código de barras que identifica o proprietário de cada adesivo veicular enviado pela Transalvador aos moradores do entorno dos circuitos, a fim de reduzir fraudes. Ao todo, 35 mil imóveis receberam 70 mil credenciais, duas por residência, em cinco áreas de restrição: zonas Vermelha, Amarela, Roxa, Marrom e Verde. Outra novidade é a incorporação da região do Largo Dois de Julho à Zona Verde.

 O Núcleo de Operação Assistida (NOA) da Transalvador é também um novo e importante trunfo do monitoramento e planejamento de trânsito durante a folia. Ele faz a aferição de velocidades médias das vias recebendo imagens emitidas por até 190 câmeras em diferentes pontos da cidade, auxiliando ainda no atendimento de emergências, ocorrências e prestação de informações à imprensa.

Postos de atendimento - Estão disponíveis para atender à população quatro postos, localizados no Salvador Shopping (L2), no Shopping Barra (L4), no Salvador Norte Shopping (L2) e na sede da Transalvador, no Vale dos Barris. O funcionamento segue os horários dos centros de compras, inclusive aos sábados e domingos, até o Carnaval. O posto de atendimento localizado na sede da Transalvador, nos Barris, funciona em horário administrativo, entre 8h e 17h, antes e durante a folia.

Nesses postos de atendimento, os foliões e demais interessados podem obter informações sobre circulação no circuito do Carnaval, zonas de restrição de tráfego, pontos especiais de táxi e tarifas, linhas de ônibus – destino, frota e frequência -, estacionamentos remotos com os ônibus Expresso Carnaval e valores cobrados por serviços. Além desses serviços, os residentes do entorno dos circuitos também estarão sendo orientados e podem solicitar no local a credencial de acesso dos veículos às vias bloqueadas.

Adesivos – Os adesivos veiculares ganharam mais um elemento de segurança. Além de serem impressos em papel couchê (menos resistente), terem faqueamento (cortes que fazem o adesivo se desmembrar para impedir a reutilização), tarja holográfica na parte inferior (imagem reluzente que inibe a falsificação), agora são dotados de código de barras com numeração sequenciada que permitirá à Superintendência de Trânsito identificar para que endereço cada adesivo foi enviado e o nome do responsável por ele.

Circulação nas áreas de restrição – A circulação será restrita a moradores nas cinco zonas entre 13h e 05h, que deverão colar o adesivo no parabrisa do veículo ou no tanque de combustível de motocicletas. No período entre 5h e 13h, haverá circulação livre, exceto para os veículos de carga e descarga, que obedecerão horário regulamentado na portaria do Carnaval.

Zonas de restrição - Haverá cinco áreas de restrição à circulação de veículos, identificadas pelas cores vermelha, roxa, amarela, marrom e verde. Para cada uma delas, existirão acessos específicos que devem ser obedecidos, conforme divulgação. Quase 100 barreiras fixas e móveis serão instaladas, a partir das 17 horas do dia 3 de fevereiro, para garantir conforto e comodidade aos foliões e moradores, ao tempo que delimitam o perímetro da operação de trânsito.

Estacionamentos – Por meio do Expresso Carnaval, sendo disponibilizados três estacionamentos remotos com quatro mil vagas, localizados na Arena Fonte Nova, Shopping Salvador e Salvador Norte Shopping. A expectativa é de que 40 mil pessoas utilizem o serviço durante os dias de festa.

Já os estacionamentos Zona Azul contarão com 1.892 vagas, incluindo o estacionamento São Raimundo, nos Barris. Os locais permitidos para estacionar na Avenida Anita Garibaldi e adjacências são a via marginal à Av. Anita Garibaldi, no acesso à Federação; Avenida Garibaldi, sentido Centro, no trecho entre o Hospital Jorge Valente e o Monumento a Clériston Andrade, incluindo as marginais; e Avenida Garibaldi, sentido Rio Vermelho, trecho a partir da Alameda Guedevile.

No Centro e Comércio, os motoristas podem estacionar na Avenida Estados Unidos; Avenida da França; Rua Portugal; Rua da Conceição da Praia; Rua Mouraria; Avenida Joana Angélica, entre o IPS e a Rua Nova do Paraíso; Rua do Salete; Ladeira do Salete; Vale dos Barris; Rua Comendador José Alves Ferreira; Rua Professor Paulo Almeida (atrás da Gtran); Ladeira da Fonte, (Concha Acústica); Rua Professor Aristides Novis – São Lázaro – Federação; e Avenida Reitor Miguel Calmon (Vale do Canela), trecho entre Colégio Odorico Tavares e a concessionária Marvel.

Já no trecho Barra/Ondina, é permitido o estacionamento na Avenida Princesa Leopoldina, exceto o sentido Graça no trecho a partir do conjunto semafórico; e Rua Sabino Silva, em ambos os sentidos, a partir do primeiro retorno sentido Ondina.

Mudanças no tráfego – A partir do dia 3 de fevereiro, a Transalvador promoverá diversas alterações no tráfego de veículos tanto nos circuitos e imediações, quanto nos locais que receberão o Carnaval nos Bairros. Serão implantadas barreiras fixas e móveis, e agentes de trânsito vão orientar os motoristas quanto ao melhor caminho para chegar ao destino. Todas as alterações podem ser acessadas no portal www.curtacarnaval.com.br 

SAÚDE

Para garantir o atendimento à saúde dos foliões, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), disponibilizará estrutura com 11 módulos assistenciais (postos de saúde) funcionando 24 horas nos três circuitos oficiais. São 156 leitos no total para atendimento, sendo 11 leitos tipo UTI e retaguarda de atendimento do SAMU 192 e unidades de emergência/hospitais.

Os postos tipo IV, com capacidade para 20 leitos, serão instalados em locais de maior concentração de foliões e, consequentemente, ocorrências. O tipo III oferecerá 15 leitos, o tipo II 10 leitos e o tipo I cinco leitos. Todos contarão com um leito de estabilização, com equipamentos de suporte avançado.

Para otimizar a assistência das pessoas que sofrem fraturas faciais durante o Carnaval, a estrutura assistencial contará com cinco equipes de cirurgiões bucomaxilofacial. Estarão ainda de prontidão 56 ambulâncias, 18 motolâncias, uma ambulancha e veículos de suporte avançado para intervenção rápida, além das unidades municipais fixas de Pronto Atendimento e duas Unidades de Atendimento Odontológico 24 horas (Liberdade e Dique do Tororó).

O quadro de pessoal conta com 1.800 profissionais distribuídos em mais de 10 categorias, como médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, higienizadores, administrativos, gestores de informação, assistência social, auxiliares de enfermagem, recepcionistas, motoristas e cirurgiões. No total, serão mais de 5.600 plantões durante os dias de folia.

Já a Vigilância Sanitária terá 12 praticáveis fixos espalhados pelos circuitos com o objetivo de otimizar a fiscalização dos carros de apoio e dos trios elétricos, camarotes, além do comércio formal e informal de alimentos. O trabalho dos fiscais visa evitar surtos alimentares e intoxicações causadas pelo consumo de produtos sem as adequações sanitárias exigidas por lei.

Outra ação importante promovida pela SMS será a de enfretamento às doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) e Aids. O Programa Fique Sabendo realizará testes rápidos para detecção de DSTs gratuitamente ao público interessado através de duas unidades que serão montadas em pontos estratégicos dos circuitos da folia. Nestes pontos também haverá distribuição de dois milhões de preservativos, complementadas pela atuação das equipes de rua.

Para prevenir que baianos e turistas contraiam doenças através do consumo de água imprópria durante o carnaval, a Vigilância em Saúde Ambiental também atua fiscalizando camarotes, hotéis, pousadas, lanchonetes, restaurantes, postos de saúde e pontos de distribuição instalados pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) nos circuitos oficiais. O órgão promove ainda o monitoramento do ar através do projeto Vigiar, que permite acompanhar os níveis de poluentes em suspensão nos pontos de maior concentração de pessoas. O projeto tem intensificado as fiscalizações nos principais estabelecimentos que têm sido alvo de denúncias oriundas da comunidade por emitir indiscriminadamente poluentes no ar como padarias, churrascarias, pizzarias e fábrica de tintas. 

ASSISTÊNCIA SOCIAL

A cargo da Secretaria Municipal de Promoção Social, Esporte e Combate à Pobreza (Semps), o serviço de assistência social para garantia dos direitos dos cidadãos durante a folia conta com 14 equipes de abordagem do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti), sendo um técnico e dois educadores sociais por equipe, num total de 28 educadores e 14 técnicos. Para acolhimento de crianças em risco ou situação de trabalho infantil, são disponibilizados quatro centros de convivência temporária, localizados na Creche do Calabar, ao lado da Base Comunitária da PM; no Colégio Estadual Mário Augusto Teixeira de Freitas, na Mouraria; no Colégio Estadual Wilson Lins, em Ondina; e no Colégio Estadual Senhor do Bonfim, nos Barris.

Também haverá uma equipe de abordagem à população em situação de rua, com um técnico e três educadores. As pessoas nessa situação que necessitarem de auxílio serão encaminhadas para o Centro Pop Baixa dos Sapateiros, localizado na Rua José Joaquim Seabra, s/n, que funciona das 7h às 19h. Já os Conselhos Tutelares atuarão em quatro postos, localizados na antiga sede da Semps, na Rua Chile; no Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), nos Aflitos; na Escola Santa Terezinha, no Chame-Chame; e na sede do Conselho Tutelar da Boca do Rio, na Rua Clemente Mariane.

Novamente em 2016, a Semps vai disponibilizar os Camarotes Sociais para idosos e pessoas com deficiência. A estrutura para idosos está localizada no Campo Grande (Circuito Osmar) e as estruturas para pessoas com deficiência estão disponibilizadas na Praça da Piedade (Circuito Osmar) e em Ondina (Circuito Dodô).

LICENCIAMENTO E FISCALIZAÇÃO DE ESTRUTURAS

A Secretaria Municipal de Urbanismo (Sucom) estará presente na folia com equipe de 360 fiscais para fiscalização de proteção às marcas e de restrição comercial referente às empresas patrocinadoras do Carnaval de Salvador 2016. A atuação também engloba fiscalização sonora, fiscalização ambiental e licenciamento e fiscalização de camarotes, publicidades de trios e blimps.

Dentre as novidades no processo de licenciamento de bares, camarotes, restaurantes e demais estruturas em 2016 está a obrigatoriedade da apresentação do AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros) para a liberação das licenças de camarotes e estruturas.  A medida está presente na Lei Estadual nº 12.929/2013, através do Decreto Estadual nº 16.302/2015, que dispõe sobre a Segurança Contra Incêndio e Pânico no estado da Bahia e que tem como objetivo proteger a vida e integridade das pessoas e prevenir e combater a propagação de incêndios.

 Outra alteração foi o serviço de licença para instalação de camarotes, que passou a ser integrante da Central de Licenciamento de Eventos (CLE), para tornar o processo de análise mais célere e mais transparente. O TAC (Termo de Acordo e Compromisso) para o Carnaval também foi uma medida adotada visando beneficiar a cidade. O documento exige que as produtoras que instalarem estruturas em áreas públicas devolvam esses locais em prefeito estado de conservação, a fim de garantir que a cidade não seja prejudicada.

MANUTENÇÃO

A atuação da Secretaria Municipal de Manutenção (Seman) no Carnaval será realizada por meio de 216 colaboradores e sete equipes que se revezarão em esquema 24h. Dentre as atividades estão as vistorias e serviços de prevenção e correção nos circuitos, atendimento de ocorrências emergenciais como alagamentos, escoramentos, isolamentos, remoções e tapumagem, assim como a montagem e desmontagem de pré-moldados de infraestrutura. Além disso, o órgão vai fornecer, recuperar ou substituir mobiliários urbanos e realizar serviços preventivos e corretivos em passarelas localizadas nos circuitos e nas estações de transbordo.

ORDEM PÚBLICA 

A Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop) vai atuar nos circuitos da festa com 1.600 profissionais nos serviços de iluminação pública, ordenamento de ambulantes e salvamento marítimo. Serão 17 postos operacionais, sendo 15 para fiscalização e Guarda Municipal e dois para atuação dos agentes da Coordenadoria de Salvamento  Marítimo (Salvamar).

O órgão instalou 18km de iluminação complementar, com 2.700 projetores de 400 a 1000w e 3.200 luminárias “low by” (alta luminosidade). Para o ordenamento do comércio de rua foram emitidos quatro mil licenciamentos, gerando 16 mil postos de trabalho para ambulantes. Os comerciantes informais terão como serviço de apoio três pontos de chuveiros, localizados no Politeama (nas imediações do Orixás Center), na Barra (Avenida Centenário) e Ondina (Avenida Adhemar de Barros).

Para garantir a segurança do banho de mar dos foliões, a Salvamar contará com 236 agentes, distribuídos em 57 postos de salvamento nas praias e em outros dois estandes fixos. Do total, 50 postos estão localizados entre as praias do Jardim de Alah e Ipitanga, e mais sete postos nas praias da Barra e Ondina. 

LIMPEZA

A atuação da Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb) contará com 3.161 colaboradores e 190 veículos dentre caminhões, carretas-pipa, caminhões-pipa, caçambas, caminhões-baú e ônibus. A estimativa é de que sejam utilizadas para limpeza das vias 8 mil m³ de água, 24 mil litros de detergente, 15 mil sacos plásticos e 7,3 mil unidades de papel higiênico durante todos os dias de festa.

A coleta de resíduos sólidos terá a parceria de 13 cooperativas e uma associação de catadores, totalizando 260 cooperadores e 3 mil catadores de latinhas, com atuação tanto nos circuitos quanto em camarotes. A estimativa é de que sejam coletados, aproximadamente, 1.800 toneladas de resíduos.

Cinco caminhões estacionários estarão localizados na Ladeira da Montanha, Piedade, Avenida Adhemar de Barros (Ondina), canteiro central da Avenida Centenário e Rua Roschild Moreira (Ondina). O órgão disponibilizará ainda 2.441 sanitários químicos e 468 posições em sanitários climatizados. 

GUARDA MUNICIPAL

Para promover ações de prevenção à violência e auxiliar os diversos órgãos do município e do estado visando proporcionar ao cidadão uma festa de paz, tranquilidade e alegria, a Superintendência de Segurança Urbana e Prevenção à Violência (Susprev), pelo oitavo ano consecutivo, colocará nas ruas da cidade cerca de 1.100 mil Guardas Municipais durante o Carnaval. Além de proteger os equipamentos do cenário da festa, a Guarda Municipal vai operar, juntamente com outros órgãos públicos, câmeras instaladas dentro e fora do circuito com o objetivo de evitar a prática da depredação do patrimônio, atos de vandalismo e outros tipos de violência que sofrem o cidadão e os monumentos públicos.

As câmeras são monitoradas pela Companhia de Governança Eletrônica (Cogel) e integradas ao Centro Integrado de Comando e Controle, com sede na Avenida Paralela, e à Central de Operações da Guarda Municipal de Salvador (CeOp). Em todos os postos, haverá agentes da corporação, possibilitando mais eficiência e dinamismo ao trabalho da Susprev durante a folia momesca.

Também serão promovidas ações de prevenção, através da Gerência de Prevenção e Banda de Música da GMS, com apresentações, palestras, distribuição de pulseiras de identificação, no circuito Batatinha (Pelourinho), e apresentações em abrigos e hospitais. A estrutura conta ainda com uma frota de 54 veículos, além de atuação com tonfas, rádios comunicadores com rastreamento por GPS, espargidores, pistolas de condutividade elétrica - nova tecnologia de armas de baixa letalidade recentemente adquiridas pela Susprev - e outros equipamentos de proteção individual.

DEFESA CIVIL 

A Defesa Civil de Salvador (Codesal) estará de prontidão 24 horas para atender a casos envolvendo a segurança civil dos foliões. As equipes, compostas por 110 servidores e 22 vistoriadores, estarão distribuídas nas três bases operacionais localizadas na sede da Codesal (Avenida Mário Leal Ferreira – Bonocô), Campo Grande (Circuito Osmar) e Ondina (Circuito Dodô), e nos dez postos da Saltur ao longo dos circuitos. A operação contará também com 18 veículos e a Codesal Móvel – trailer para informações e orientações para evitar acidentes na folia. Serão realizadas inspeções diárias nas estruturas montadas para a festa e na infraestrutura da cidade.

OUVIDORIA

A Ouvidoria Geral do Município (OGM), em parceria com a Empresa Salvador Turismo (Saltur) e Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult), desenvolve o “Fala Folião”, canal de atendimento ao cidadão para todo e qualquer tipo de informação, sugestão, elogios ou críticas referente à festa. Com um efetivo de 60 pessoas envolvidas no projeto, o Fala Folião atuará em Balcões de Atendimento ao Folião fixos no Elevador Lacerda, Pelourinho, Campo Grande e Barra, contará também com 10 equipes itinerantes espalhadas por todos os circuitos da festa, além de atender 24h através da Central Disque Salvador 156.

O trabalho operacional contará com uso de smartphones, que tornará mais ágil o encaminhamento das demandas aos órgãos para solução e avaliação dos serviços por meio das críticas, elogios, sugestões ou denúncias registradas sobre tudo que envolva a folia momesca. Nesse mesmo período, a Central Disque Salvador manterá as solicitações de serviços básicos da cidade, através do telefone 156 ou do Portal Fala Salvador, no endereço eletrônico www.falasalvador.ba.gov.br.

SUSTENTABILIDADE

Criado em 2013 por meio da Secretaria Cidade Sustentável (Secis), o Carnaval Sustentável tem o objetivo de promover um carnaval mais equilibrado do ponto de vista social e ambiental. Através do selo “Eu promovo Carnaval sustentável”, lançado em 2014, artistas e empresários que atuam no segmento se comprometem a realizar ações em camarotes, trios e blocos que transformem o espaço em um lugar capaz de integrar as questões sociais, enérgicas, econômicas e ambientais. A edição 2016 da iniciativa terá como padrinho o cantor Levi Lima, da banda Jammil, e deverá contar com a participação de 25 organizações e 100 ações entre as organizações e sociedade, nessa verdadeira mobilização de sustentabilidade voltada para a folia.

A contratação de cooperativa para recolhimento do lixo reciclável; rampas para acesso de deficientes; a utilização de materiais recicláveis para decoração de espaços; campanhas de combate ao racismo; oferta de alimentos mais saudáveis; e divulgação de mensagens sobre sustentabilidade, são algumas das medidas realizadas por camarotes, trios e blocos no carnaval. O selo possui as categorias Ouro, Prata e Bronze, concedido de acordo com o número de ações realizadas por entidade.

As ações também se estendem para o pós-Carnaval, com a realização da limpeza das praias no Circuito Dodô e da exposição fotográfica “Eu Promovo o Carnaval Sustentável” no Salvador Shopping e no Salvador Norte Shopping. 

OBSERVATÓRIO

Promovido pela Secretaria Municipal da Reparação (Semur) em parceria com a Superintendência de Políticas para as Mulheres (SPM), o Observatório da Discriminação Racial, LGBT e Violência Contra a Mulher no Carnaval é pioneiro no Brasil e vem se consolidando com a missão de prevenir e combater as discriminações e desigualdades, em especial de gênero, raça e orientação/identidade sexual. A proposta é construir indicadores que sejam utilizados como subsídios para a formulação e implantação de políticas públicas, com o objetivo de prevenir a discriminação e desigualdade.

Para este ano, o Observatório contará com 120 observadores, sendo 40 para atuação na identificação de casos de racismo, 40 para violência contra LGBT e 40 para violência contra a mulher. Serão disponibilizados cinco postos operacionais, sendo três no Circuito Osmar (Centro), localizados na Piedade, Castro Alves e Casa de Itália, e dois no Circuito Dodô (Barra/Ondina), no Barra Center e Largo do Camarão). As denúncias durante o Carnaval também poderão ser feitas pelo site da Semur, no endereço www.reparacao.salvador.ba.gov.br, ou pelo aplicativo WhatsApp no número (71) 98622-5494.

DEFESA DO CONSUMIDOR

A Coordenadoria de Defesa do Consumidor (Codecon), vinculada à Secretaria Municipal do Desenvolvimento, Trabalho e Emprego (Sedes), vai atuar nos circuitos da folia com 65 colaboradores, que vão atender às denúncias feitas por meio do telefone 156 e portal Fala Salvador. O órgão terá quatro postos de atendimento, localizados na Barra, Ondina, Campo Grande e Rua Chile. O objetivo do órgão é fiscalizar e informar sobre as leis de consumo, alertar os estabelecimentos sobre o uso de alimentos impróprios para o consumo, proibição de fumo em locais fechados, proibição de "venda casada" e emitir o alerta contra propaganda enganosa, também considerada crime.

TECNOLOGIA

A Companhia de Governança Eletrônica do Salvador (Cogel) é responsável por toda a infraestrutura tecnológica disponibilizada para a folia, com desenvolvimento de sites e aplicativos específicos, suporte técnico e sistema de comunicação que engloba 68 postos. O órgão também organiza o Sistema de Monitoramento, que conta com 40 câmeras de vídeo, e o Sistema de Informação Badauê para registro e controle de ocorrências, além do apoio a estruturas como o Centro de Imprensa Oficial do Carnaval de Salvador Anísio Carvalho e Valter Lessa. 

 

© 2017, Prefeitura de Salvador.