03 Mar20:44

Ouvidoria registra 4.371 demandas em três dias de Carnaval

Com 10 equipes itinerantes espalhadas por todos os circuitos do Carnaval, além da Central Fala Salvador 156 funcionando 24 horas e postos fixos, a Ouvidoria Geral do Município (OGM) já registrou em três dias de festa 4.371 demandas.

Desse montante, 3.420 foram relacionadas a informações/orientações (78,2%). Elogios somaram 729 (16,7%), seguido de sugestões, com 94 (2,2%). Foram contabilizadas ainda 82 solicitações de serviço (1,9%), 43 reclamações (1%) e três denúncias (0,1%).

“Estamos atuando com um projeto inovador, que aproxima a Ouvidoria do folião ao disponibilizar no canal 156 um menu voltado para o projeto do Carnaval. Isso, claro, sem deixar de atender às demandas do dia a dia”, destaca o titular da OGM, Humberto Viana.

As principais demandas contabilizadas pelo órgão municipal até então foram informações sobre horários dos trios, organização do Carnaval, distribuição de preservativo, e acesso às arquibancadas.

“Neste Carnaval, registramos aumento de 133% da demanda registrada no ano passado. Quase 80% dessa demanda estão relacionadas à informação. O número representa a estratégia que adotamos de reforçar as equipes itinerantes, com pontos fixos da Ouvidoria no Elevador Lacerda, Campo Grande, Pelourinho e Ondina, e principalmente nas equipes volantes, que saem identificadas com totens ‘Posso Ajudar?’”, explica Humberto.

“Outro fator preponderante é a agilidade do atendimento. Nesse Carnaval de 2019 lançamos um aplicativo de gestão, utilizado pelas equipes de campo para registros imediatos e online. Qualquer demanda efetuada é encaminhada diretamente ao órgão responsável”, acrescenta o gestor. Cerca de 80 profissionais atuam tanto na rua quanto no call-center.

Demanda em números - Os órgãos mais demandados através dos ouvidores foram: Empresa Salvador Turismo (Saltur), com 2.783 registros (63,7%); Secretaria Municipal da Saúde (SMS), com 502 (11,5%); Secretaria de Mobilidade (Semob), com 303 registros (6,9%); Empresa de Limpeza Urbana (Limpurb), com 299 registros (6,8%); Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador), com 169 registros (3,9%); e Secretaria de Política para Mulheres, Infância e Juventude (SMPJ), com 101 registros (2,3%).

Os serviços mais elogiados foram: organização do Carnaval, com 395 registros (54,2%); atuação da Ouvidoria, com 31 (4,3%); qualidade das atrações pipoca, com 28 (3,8%); acesso às arquibancadas, com 26 (3,6%); e limpeza dos sanitários públicos, com 25 registros (3,4%).

Os mais solicitados foram: poluição sonora, com 10 registros (12,2%); manutenção em poste, com nove (11,%); varrição, com nove registros (11%); coleta de lixo, com sete (8,5%); e limpeza dos circuitos, com sete (8,5%). Das duas denúncias, uma foi sobre conduta de fiscais da Semop e outra a respeito da conduta de agente de trânsito.