O mundo escolheu Salvador

A quantidade de pessoas que têm ocupado as ruas de Salvador nos últimos meses comprova: a primeira capital do Brasil voltou à moda aos olhos do mundo inteiro. As transformações ocorridas desde 2013 possibilitaram a moradores e turistas redescobrirem a magia, a beleza, a cultura e a história da intitulada “Cidade da Música” pela Unesco, seja através dos novos trechos de orla requalificados; dos novos equipamentos culturais como a Casa do Rio Vermelho – Jorge Amado e Zélia Gattai, dos espaços Carybé das Artes e Pierre Verger e da Casa do Carnaval; além dos investimentos na infraestrutura, urbanismo e mobilidade de pontos importantes da primeira capital do Brasil.
 
Essa nova aura ganhou impulso através da divulgação da imagem de Salvador em ações de promoção turística, em produções audiovisuais (a exemplos de novela, filmes, videoclipes e vídeos para internet) e até mesmo em mídias tradicionais. Um dos principais exemplos disso ocorreu recentemente: o The New York Times, o mais importante e influente jornal do mundo, indicou Salvador como um dos 52 lugares no planeta para se conhecer em 2019 – única cidade brasileira a integrar a lista.
 
Os números demonstram o quanto a cidade está em voga neste verão: a estimativa é de receber este ano mais de 610 mil turistas – somente estrangeiros –, o  que representa um aumento de 16,7% em relação ao ano passado. Durante os quase dez dias do Carnaval de Salvador, são esperados mais de 800 mil turistas, sendo 670 mil de diversas cidades da Bahia e do Brasil e outros 130 mil de países como Argentina, França, Itália, Portugal e Alemanha.
 
E mais: no auge da folia, entre a quarta (27 de fevereiro) e a segunda-feira (4 de março), navios de cruzeiro trarão quase 13 mil visitantes para aproveitar os trios elétricos. Estão previstos 9.879 voos para o período de fevereiro e março no aeroporto de Salvador, sendo 4.939 pousos, com capacidade de atender aproximadamente 770 mil passageiros. A ocupação hoteleira prevista é de 100% dos leitos nos circuitos oficiais, e entre 90% e 95% nos demais pontos. A estimativa total de retorno econômico é de R$1,8 bilhão.
 
Com essa perspectiva, a maior festa popular de rua do planeta será ainda mais gigantesca em 2019. E o tema da folia este ano resume isso com muito axé: “O mundo escolheu Salvador”