Prefeitura de Salvador
PROGRAMAÇÃO
patrocinador
oficial
09 Feb23:58

Novos sistemas de videomonitoramento se tornam trunfos para a folia

Além da central que já existia na Cogel, novidade deste ano foram os sistemas implantados para fiscalizar o trânsito, transporte e mobilidade

A Prefeitura atuou firme na fiscalização do Carnaval por meio de imagens. A Central de Videomonitoramento da Companhia de Governança Eletrônica (Cogel) disponibilizou, este ano, nove posições com 40 câmeras espalhadas pelos circuitos da Barra-Ondina e Campo Grande, com infraestrutura própria de fibra ótica. O sistema, que funciona durante 24 horas, auxilia na detecção de situações irregulares e com necessidade de intervenção. 

A novidade neste Carnaval foi a ampliação do serviço de videomonitoramento para o transporte público e do trânsito, com centrais próprias. Segundo a Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob), até esta terça-feira (09) foram contabilizados mais de sete milhões de registros nas catracas dos diversos meios de acesso aos circuitos do Carnaval, entre ascensores, táxis, sistema complementar e tradicional de transporte, através da Central de Controle Operacional (CCO).

A Semob já registrou, por meio do CCO, 2.170 ocorrências envolvendo assalto a coletivos, controle do horário de saída e chegada dos ônibus entre a garagem e o destino final do itinerário, desvio da rota pré-estabelecida, motoristas que não pararam nos pontos, veículos quebrados e atos de vandalismo, tanto no Subsistema de Transporte Especial Complementar (STEC) como no Serviço de Transporte Público Coletivo (STCO). Juntos, eles operaram no Carnaval com uma frota de 2.6215 veículos.

Dentre os atrativos que o sistema oferece está a troca de informações com o usuário do transporte público com o CCO, através do aplicativo para celulares CittaMobi. "Esta interação nos permite identificar problemas de vandalismo, assaltos e demais intercorrências, até mesmo durante a madrugada. Dessa forma, com a informação em tempo real, conseguimos acionar a polícia e demais órgãos competentes para solucionar o problema", afirmou o secretário de Mobilidade, Fábio Mota. “O CCO tem sido ainda de grande auxílio também na fiscalização de motoristas que descumprem a determinação de parar em todos os pontos de uma linha”, complementou. 

De acordo com o secretário, centro atuou de forma decisiva, por exemplo, para amenizar o problema da mobilidade na Avenida Centenário, principal acesso ao circuito Dodô (Barra/Ondina). "Ali, havia um problema relacionado a alguns pontos de ônibus que, devido ao grande número de pessoas à espera de coletivos, causou algum transtorno no local. Ao constatar estas informações, realizamos algumas mudanças de itinerários e aumentamos a oferta de ônibus, descentralizando a demanda no local e transferindo para a Estação da Lapa", acrescentou.

Núcleo assistido - No monitoramento eletrônico do trânsito, a Transalvador utiliza como reforço neste Carnaval o Núcleo de Operação Assistida (NOA). “O investimento em recursos materiais e humanos é maior a cada ano. O NOA é também um importante trunfo do monitoramento e fiscalização durante a folia”, complementou. O núcleo possui tecnologia de ponta e imagens emitidas por 190 câmeras que permitem um monitoramento 24 horas do trânsito, em tempo real, para atendimento de emergências.  

O NOA já flagrou 79 veículos cometendo alguma situação irregular durante os dias de folia nos circuitos. De acordo com Fabrizzio Muller, as câmeras têm alta resolução e permitem um alcance de até 200 metros em boa imagem.

 

© 2017, Prefeitura de Salvador.