Prefeitura de Salvador
PROGRAMAÇÃO
patrocinador
oficial
23 Feb19:31

Mais de dois milhões de camisinhas serão distribuídas no Carnaval de Salvador

Durante os dias de folia, a Prefeitura vai distribuir gratuitamente mais de dois milhões de preservativos a cada um quilômetro nos circuitos oficiais. A intenção é estimular a prática do sexo seguro e prevenção das doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) no período do Carnaval. A dispensação das camisinhas ocorrerá nos 11 módulos assistenciais montados pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS) nos circuitos até 6h da Quarta-feira de Cinzas (1º). Para facilitar o acesso ao produto, foram instaladas caixas em frente de cada posto onde o próprio folião poderá fazer a retirada dos preservativos.

“A prevenção deve ser feita durante todo o ano, não apenas no Carnaval. Porém, é neste período que as pessoas ficam mais expostas. Por isso, estamos incentivando o sexo seguro e facilitando ao máximo o acesso dos foliões aos preservativos", pontuou o secretário da SMS, José Antonio Rodrigues Alves.

Fique Sabendo - Na luta contra as doenças sexualmente transmissíveis, o público pode contar ainda com dois postos do Fique Sabendo, locais onde serão realizados testes rápido para saber se a pessoa foi infectada pelo HIV, hepatites B e C e sífilis. Os postos ficarão à disposição do folião de sábado a terça-feira (25 a 28). Na Barra, está localizado próximo ao Beco das Cores, das 10h às 22h. O outro posto Fique Sabendo está localizado no Multicentro Carlos Gomes, na Rua Carlos Gomes, das 9 às 21h. O serviço é gratuito e o resultado sai em até 20min.

“Nos casos de foliões reagentes a HIV e hepatites, já temos uma agenda para encaminhá-los para uma das nossas unidades de atenção especializada. Na hora do teste, também haverá profissionais capacitados para o esclarecimento da doença. Para os casos de sífilis, os pacientes serão encaminhados para tomar a penicilina em um posto médico ou, se atendido no posto da Carlos Gomes, o procedimento é feito imediatamente”, explicou Olivete Borba, subcoordenadora de rede laboratorial do município.

Medicamento - A profilaxia pós-exposição é uma forma de prevenção da infecção pelo HIV usando os medicamentos que fazem parte do coquetel utilizado no tratamento da Aids. É indicada para pessoas que possam ter entrado em contato com o vírus recentemente, através da exposição ocupacional, no caso de profissionais de saúde, ou pela exposição sexual, ocorrida em casos de sexo sem camisinha ou de violência sexual.

Esses medicamentos precisam ser tomados por 28 dias, sem parar, para impedir a infecção pelo HIV, sempre com orientação médica. Em Salvador, o medicamento é oferecido gratuitamente na UPA Aroldo Albergaria (Periperi), UPA Alfredo Bureau (Boca do Rio), UPA Helio Machado (Itapuã), UPA Barris (Barris), UPA Valeria (Valeria), Hospital Couto Maia (Monte Serrat) e Centro Estadual Especializado em Diagnóstico, Assistência e Pesquisa - CEDAP (Garcia).

© 2017, Prefeitura de Salvador.