Prefeitura de Salvador
PROGRAMAÇÃO
patrocinador
oficial
25 Feb20:37

Intoxicação alcoólica continua sendo principal causa dos atendimentos no Carnaval

O Carnaval é uma festa onde as pessoas extravasam e cometem exageros como beber em excesso. No terceiro dia oficial da folia em Salvador, a alcoolemia continua sendo a responsável pela principal causa dos atendimentos em saúde nos módulos instalados nos circuitos. De um total de 1.124 ocorrências, 185 foram motivadas por intoxicação alcoólica, o que corresponde a 16,4% das admissões.

De acordo com o coordenador de urgências e emergências de Salvador, o médico Ivan Paiva, manter uma boa alimentação e a hidratação podem minimizar os efeitos do álcool no corpo." Primeiramente é importante que aquelas pessoas que vão fazer uso de bebidas alcoólicas não excedam. Intercalar o uso das bebidas alcoólicas com a ingestão de bastante água evita a desidratação que pode potencializar o efeito do álcool. Também é importantíssimo estar bem alimentado e evitar o jejum antes de ir a festa", explicou o especialista.

Paiva alertou ainda sobre os riscos do uso de bebidas artesanais como o príncipe maluco. "Essas bebidas artesanais como príncipe maluco, capeta e outras não autorizadas possuem componentes estranhos que podem de forma súbita tanto a embriaguez quanto a intoxicação exógena por outras substâncias alucinógenas que por ventura podem ser misturadas no coquetel. Nossas equipes da Vigilância Sanitária vem coibindo a venda de bebidas e orientamos que aqueles indivíduos que queiram curtir a folia bem até a Quarta-feira de Cinzas não utilizem de forma alguma esses drinques", finalizou.

© 2017, Prefeitura de Salvador.