04 Mar15:18

Campanha que promove Carnaval Sustentável chega ao quinto ano de folia

Pelo quinto ano consecutivo, a campanha “Eu Promovo o Carnaval Sustentável”, uma ação da Secretaria da Cidade Sustentável, Inovação e Resiliência (Secis), aporta na folia momesca focando nos espaços para quem gosta de curtir a festa de cima. Em 2019, os camarotes Salvador, Club, Nana, Camarote.Com, Via Folia, Pier 345, Maré Alta, Premier e Expresso 2222 aderiram à iniciativa, que visa promover práticas sustentáveis durante o reinado de Momo.

Entre as ações previstas estão o uso de lâmpadas ecoeficientes (LED), materiais recicláveis para a decoração de espaços, rampas para acesso a cadeirantes, promoção de campanhas sociais, oferta de alimentos mais saudáveis e reuso de água, dentre outras ações benéficas ao meio ambiente.

De acordo com Uelber Reis, diretor-geral da Secis, algumas organizações do Carnaval já faziam ações voltadas para a sustentabilidade. Então, surgiu essa proposta de um projeto que induzisse os outros a seguir o exemplo.

“Hoje temos até uma competição saudável entre os camarotes, sobre quem promove mais ações de sustentabilidade, tanto que antes da festa os camarotes já entram em contato com a Secis para que eles já façam todo o planejamento”, destaca o gestor.

Multicampeões - O Camarote do Nana, em Ondina, já foi premiado três vezes com o prêmio de "Melhor Camarote que Promove o Carnaval Sustentável". Em 2019, o estabelecimento aderiu às iniciativas sustentáveis, abolindo o uso de talheres descartáveis, usando utensílios reutilizáveis de metal e louça, lâmpadas ecoeficientes em LED e doando, através de acondicionamento adequado, os alimentos não consumidos no Carnaval.

Já no Camarote Club, desde os contratos implementados há uma preocupação com os materiais utilizados. Segundo Annuska Araújo, uma das produtoras do espaço, a vigilância é constante das ações, desde a exigência de documentação do maquinário de gerador, informando as datas e os procedimentos de manutenção com o objetivo de findar a emissão de gases nocivos, até o uso de material biodegradável na confecção das camisas..

Ademais, o espaço reforça também a campanha contra o racismo, consumo de álcool combinado com direção, acessibilidade e uso de copos reutilizáveis, por exemplo. A produtora geral do espaço, Liane Baqueiro, diz ter sido a primeira a implementar coleta seletiva no Carnaval de Calvador, reaproveitando também a água usada no camarote para limpeza no dia seguinte.

Os camarotes que estiverem com as melhores práticas e alcançarem a pontuação devida através de regras definidas pela Secis serão premiados nas categorias Ouro, Prata, ou Bronze. O melhor pontuado receberá o certificado Ouro na terça-feira (5).